23/08/12

Buenos Aires

Tá, fui novamente a Buenos Aires em junho (tks milhas do cartão de crédito!) e que delícia poder retornar a um lugar que a gente gosta sem a obrigação de acordar cedo pensando no city tour e tals...
Pesquisei os hotéis e reservei o Loi Suites Recoleta Hotel (fiquei em dúvida entre outro, mas li que é o queridinho dos brasileiros), que não é dos mais econômicos mas fica nesse bairro bacana. Da primeira vez que fui fiquei no centro e... foi legal, mas não ficaria novamente lá. Recoleta é uma região tranquila com boas comidinhas, pubs, cinema, feirinhas, etc e também perto de vários pontos interessantes. Fui a pé até a Calle Florida, por exemplo. O hotel é bom, os funcionários gentis, o cambio interessante, os quartos e banheiros confortáveis e o café da manhã é servido num pátio coberto com piscina, árvores e passarinhos que ficam beliscando os farelos que caem no chão. Bom, para mim esse café da manhã tinha os itens para um desjejum completo, porém os visitantes reclamam da variedade dessa refeição nos hotéis da Argentina...
Para não alongar o post falarei dos lugares onde comi e bebi e pularei os pontos turísticos, que dessa vez só fui mesmo até o Jardim Japonês porque estava caminhando por ali.
Só um P.S. antes... Muita gente fala que B.A. é barato, mas confesso ter achado isso quando fui há 3 anos atrás, agora não mais. Se você comparar um bom restaurante em S.P. e outro lá não vai achar uma diferença tããão significativa assim.

LA CABRERA em Palermo, foi a única vez que comi parrilla esses dias. Todos são unânimes ao afirmar que é fantástica e eu vou junto com essa turma. Destaco que adorei ficar na espera ao lado de fora bebendo espumante e beliscando coisinhas que o garçom trazia. Não é barato mas vale cada peso!

SIPAN CEVICHERIA em Palermo, fica pertinho da Florida ou é impressão minha? Tá, fomos jantar lá e de tudo o que mais gostei foi o pisco sour, drink levinho que eu poderia ter bebido a noite inteira e nem comido, já que contrariando o povo eu não gostei! Olha, vai ver que o restaurante é bom (até porque não encontrei críticas em minha busca) e eu é que não me dei bem com a comida peruana, ou pedi o prato errado, ou sei lá... ah, salmãocomfrangotudojuntomisturado não é pra mim. Mas o drink.... ah, até hoje minha boca saliva! Sim, eu teria aproveitado melhor o que gastei lá, cerca de 600 pesos o casal com 1 pisco e 1 garrafa de vinho tinto...

TANCAT (joga no google porque me lembro que é colaaado a Florida), eu tinha conhecido esse restaurante "executivo" por acaso da outra vez que fui a B.A. e dessa vez não podia deixar de voltar, tão boa a comida e o preço também. Super recomendo e aconselho chegar cedo porque o lugar é pequeno e cheio de executivos que vão lá almoçar, já que a região é central. Mulheres solteiras... muuuito homem por lá! rs

BRASSERIE PETANQUE em San Telmo, comida francesa boa pra ir depois que bater perna pela feirinha de antiguidades e quinquilharias aos domingos. Essa foi, sem dúvida, a melhor surpresa dessa viagem: poder me sentir na França com a deliciosa comida, bom atendimento, creme brulé e champanhe (de quebra me ofereceram o Kir, champanhe com licor de cassis)... A comida não é cara e eu quero voltar lá novamente... Foto da sobremesa deliciosa: um mix de creme brulé (baunilha, pistache e laranja)



Bom, tentei ir no Sarkys, um restaurante de comida armênia que não faz reserva e aconselham chegar as 8 mas eu só consegui ir as 9 e estava com fila de espera (sem espumante, rs) de até 1 hora, então desistimos e fiquei morrendo de vontade!

Ok, também tomei chocolate em cafés notables, chá no El Gato Negro (e temperinhos na mala), sorvete de doce de leite numa sorveteria famosa que esqueci o nome e... um mc donalds, acreditem se quiser!

Eu queria ter tido tempo e apetite para ter comido mais...

Bom, vou tentar resenhar aos poucos sobre Paris, Porto, Lisboa, Sintra, Barcelona, Montpellier, cidades e vilas da Provence, Nice, Mônaco, etc... Viagens que fiz de carro com roteiros e dicas bem legais!

Oi??

Bom, sumi mesmo... Se é que tem alguém que anda por aqui para eu dizer isso...
Embolou mudança de casa (até hoje tem caixa para abrir e acomodar as coisas) com aumento de trabalho (entrega de imóveis na cidade) e eu fui levada por afazeres extras até dizer chega. E nem posso, porque as coisas continuam na mesma, graças a Deus.
Bom, o fato é que ter um blog toma tempo demais, mesmo quando ele não tem fins comerciais. E que eu não sou tããão curiosa assim com essas modernidades das ferramentas da internet. Soma-se isso ao fato de eu passar o dia no laptop criando e desenhando projetos e chegar em casa e ter que estudar que malmente sobra tempo de olhar pro laptop de novo para pesquisar, quiçá para postar...
Maaaas, vou fazer um esforço grande, até porque fará um ano que saí em lua de mel por Portugal, Espanha e França e nem passei a limpo os resumos das cidades, restaurantes, hotéis e passeios que fiz e que posso dividir dicas aqui. Antes de planejar a viagem para Itália em 2013 preciso correr com isso. Tá, prometo ao máximo tentar.



07/05/12

Hall de entrada - antes e depois

Olá... meu prestígio deve estar meio fraco por aqui. Há dias não tenho tempo de aparecer, tomada por trabalho, cansaço, reuniões do condomínio novo - para o qual me ofereci à vaga de suplente do conselho fiscal e consultivo. Por falar em condomínio...

Hoje eu vim mostrar um antes e depois (um dos motivos do meu sumiço; o outro foi uma clínica que fiz e inaugurou, mas ainda não fiz fotos). Faltando uma semana para a construtora entregar a obra recebo um telefonema do diretor me convidando a fazer a decoração do hall de entrada do prédio. Claro que prontamente respondi que faria, mas pensei: como assim  uma semana?!

Bom, já encontrei o espaço pronto e, portanto, nenhuma alteração poderia ser feita àquela altura do campeonato ex.: não havia tomadas, as luminárias do teto já haviam sido definidas e não pude fazer cortineiro de gesso.

Pensei em elaborar um hall que fugisse um pouco do clássico (sempre certeiro), que tivesse uma pitada de ousadia e irreverência, um toque inusitado; daí a opção pelo efeito mármore em azul marcante, as molduras de quadros vazadas em tons de prata, um espelho no chão seguindo a linha das molduras e a escolha de tecidos mais rústicos para as cortinas, que optei por colocar apenas nas laterais onde as esquadrias de vidro são fixas.

Cores: azul forte com efeito marmoratto é a Maré Cheia e a outra mais clara que vai no restante das paredes é a Paz (queria um azul acinzentado e na cartela essa parecia ótima, mas na parede achei que ficou meio bebê, o que não me agradou muuuito, mas paciência... tempo zero!). São tintas da Suvinil.

Agradecimentos ao diretor pela oportunidade, a Taty, minha amiga e parceira no escritório de arquitetura (dela!) que trabalho e elogios ao pintor Jideon, que corre atrás de todos os cursos que a Suvinil oferece em busca de aprimorar as técnicas dos efeitos... tem dado super certo!

ANTES




DEPOIS









25/04/12

Telefonia

Pelo respeito que as operadoras de telefonia devem ter pelos seus clientes - principalmente os honestos e pagantes em dia.
Ganhei minha segunda ação na justiça...
Lembro que a conciliadora me ofereceu, há três anos atrás, dois salários mínimos para que fizéssemos um acordo e eu prontamente respondi:
- Não preciso desse dinheiro da ação. Processo pelo meu direito de ser respeitada e vão pagar por isso o que o juiz determinar como certo. Dois salários mínimos não pagam o que passei e mesmo que aceitasse significaria que EU estou errada.
Ahahaha... se #@&*
E meu apartamento ganhou roupagem nova...

Dias em Salvador

Sexta a noite convite e nome na lista para niver de amigos no Twist, pub bacaninha no Rio Vermelho. O porteiro já reclamou com outro funcionário que precisava de ajuda ali, ele estava sobrecarregado (não consegui entender o por quê, já que parecíamos ser uns dos primeiros a chegar - depois das nove complica sentar). Há, da cidade menor que sou e onde todos se conhecem nem preocupei em levar bolsa, documentos, etc (marido põe o gloss no bolso!). Menina amarela do interior, o porteiro foi logo pedindo documento com foto para checar o nome da lista. 

Gente, não adiantou marido mostrar documentos, dizer que seria responsável pelos dois cartões de consumo, que não éramos de Salvador. Não adiantou nada, nem ele dizer que poderia falar com o gerente ou sugerir que fizéssemos isso. Até o manobrista nos disse que tentássemos pedir ao porteiro. E dar essa ousadia?? Nem nos cobraram o serviço do carro, foi o tempo do motorista levar e trazer, nem estacionar.

Bem chato essa falta de tato do porteiro... cujo salário eu ajudaria  apagar no final do mês. Longe de exigir que ele nos deixasse entrar... mas seria mais gentil se ele tivesse ao menos tentado falar com o superior dele.   

Ponto negativo pro Twist... marido disse que não voltará lá jamais.

Ponto positivo pro Barthô no Itaigara - onde fomos parar... temaki e sunomono deliciosos, atendimento atencioso, ambiente agradável.

Estou sempre indo a Salvador e quando dá e venço a preguiça do trânsito corro pro Soho, na marina. Sinceramente? Mais pela vista que pela comida. Embora muito boa, poderia ser qualquer outra só pelo visual dali.

Tá, esses dias resolvemos almoçar tarde e acabamos indo ao Shopping Salvador. Daqui e dali rodando paramos no Soho e pedimos robatas, yaksoba de frutos do mar e teppan yaki de camarão (uma chapa com grelhados). 

Comida muito gostosa, preço alto - porém bem pago -, serviço muito, muito ruim. Será pelo horário de almoço tardio? Será, será será... Minha opinião? Fico com a opção da marina ou nenhuma outra, mas na próxima ainda vou verificar o do shopping passeo, no itaigara.

Saudades do Aice Sushi na Pituba. *suspiros*

Momento reflexão: Porque os empregados não entendem que nós pagamos os salários deles, mesmo que eles recebam da mão do patrão?? Aff

P.S.: Todos os restaurantes citados acima possuem ótima comida e preços justos. Não posso falar pelo Twist, já que não entrei, não comi nem bebi. Minha reclamação aqui é pelo atendimento zero e pela falta de funcionários com perfil adequado para atendimento ao cliente...

Correria

Tenho visto que o blog tem recebido algumas poucas visitas e acho isso o máximo, visto que não possuo nenhum seguidor e ainda estou desbravando esse universo...

Bom, sendo assim peço desculpas pela ausência justificada: já falei aqui no blog que estou em reforma e a construtora entrega a obra agora dia 28/04. Até aí tudo bem, mesmo na correria consigo dar um pulo aqui; o fato novo é que a construtora decidiu e me pediu de última hora que eu arrume o hall de entrada do prédio... em 08 dias!

Logo mais posto novidades, principalmente das idéias diferentes e do efeito suvinil irreverente que foi feito e ficou liiindo.

Até,


17/04/12

Pimentas


Eu não gosto de pimenta ardida, que fique bem claro! Se arde muito tenho a impressão que tudo adormece e não sinto meu paladar como ele de fato é: aguçado. Qual a graça de comer e não sentir direito o gosto, apenas a pimenta que arde?





Maaaass... marido ama pimenta! E eu? Bom... eu gosto do formato, a cor e o tchan que elas emprestam às refeições. Aí junta-se a fome com a vontade de comer e eu vivo plantando sementes em minhas jardineiras ou nos vasinhos. E haja pimenta em casa...

P.S.: A única coisa ruim é que pimenteira adora uma praguinha e volta e meia borrifo óleo de nim nelas.
Foto da pimenta biquinho... essa não arde e é uma lindeza! O pé menor é da malagueta e nesse meio tem outro que não lembro o nome pois joguei o envelope fora... mas é a pior de todas.
Vai arder assim longe de mim!